Cerveja mais ecológica?

Cerveja mais ecológica?

     A produção de alimentos que é um ciclo auto-sustentável, é boa em todos os aspectos. A agricultura sustentável ajuda a segurança alimentar global e se o lixo for reutilizado, os recursos usados para cultivar a levedura podem ser usados para produzir outros alimentos. No mundo inteiro, mais de 193 bilhões de litros de cerveja são produzidos. Para cada cinco litros de cerveja produzidos, gera-se um quilo de resíduos sólidos (grãos). 

    Depois do processo cervejeiro, sobra-se muita biomassa que é caracterizada como resíduo. Tal resíduo, não possui um alto valor agregado, e seu destino, geralmente é a compostagem ou alimentação para animais. No entanto, com o advento da biotecnologia, novas ideias estão originando diferentes finalidades para esse resíduo. Cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Cingapura, converteram essa biomassa em um líquido valioso que pode cultivar levedura de cerveja, originando um ciclo de renovação ao invés de geração de resíduo.

     A levedura é necessária para a fermentação que transforma os açúcares dos grãos em álcool, o que mostra a tamanha necessidade de leveduras e consequentemente, um meio apropriado para seu crescimento e metabolismo. Quando grãos, como cevada ou lúpulo, são fermentados por levedura, os açúcares, as proteínas e os nutrientes presentes no meio são usados. Os grãos envolvidos nesse processo contêm apenas fibras vegetais duras, e esses representam 85% do lixo.
     Esse novo processo transforma a palha em ouro. Os grãos sem valor podem ser transformados em um nutriente líquido que custa cerca de R$120,00 por litro. Na verdade, produzi-lo a partir dos restos de grãos é muito barato, isso faz com que o preço final da cerveja torne-se mais competitivo! 

    Alguns microrganismos quebram as fibras vegetais difíceis em pequenas e nutritivas, e é exatamente esses microrganismos que os pesquisadores utilizam. As pequenas fibras podem ser trituradas em líquido que é um bom alimento para levedura. 

     É a biotecnologia transformando o futuro de uma forma sustentável!

Referências:

https://amb-express.springeropen.com/articles/10.1186/s13568-017-0414-1

 

Autor: Mirraylow Soares Pegorete – Assessor da Diretoria Comercial

25 de Agosto de 2018 – Inova Jr. Unifei