Quando você lê a palavra “Biodigestor”, o que vem a sua mente?

Quando você lê a palavra “Biodigestor”, o que vem a sua mente?

Diariamente nos deparamos com descartes de resíduos em lixeiras, aterros ou até mesmo no meio ambiente, porém, o que muitos não pensam é que tais detritos, aparentemente sem nenhum reaproveitamento, podem ter uma finalidade benéfica, tanto para a natureza, quanto para o seu bolso.

Isso porque resíduos descartados, em grandes quantidades, no meio ambiente, de forma irregular, contaminam o solo, os rios e os lagos, o que gera, além da contaminação, multas severas para o proprietário responsável.

Diante disso e visto todas as dificuldades do povo brasileiro com os gastos do dia a dia – devido, principalmente, aos impostos -, qualquer economia já resulta em um grande alívio no acerto das contas.

Paralelamente a questão financeira e ecológica, um método tão viável quanto não contaminar nenhum manancial é o reaproveitamento desses mesmos resíduos, com o uso de um Biodigestor – ao mesmo tempo que não paga multas, você ainda economiza nas contas, ao gerar sua própria energia. 

Figuras 1 e 2: Biodigestores

Seu nome pode até trazer à mente um equipamento super sofisticado, com um processamento de inúmeras etapas complexas, mas não é bem assim. De maneira geral, os Biodigestores:

  • Alimentam-se com os resíduos que seriam descartados e, se necessário, água;
  • Possuem bactérias em seu interior para realizar a decomposição do material orgânico;
  • Convertem, ao final do processo, o detrito em biogás*.
  • E usam os resíduos restantes para formação de biofertilizantes*.

*Os termos com prefixo bio se devem ao fato de que tais produtos são gerados por processos biológicos.

E, se ainda não ficaram tão claros os processos de um biodigestor, trouxemos um esquema de fluxograma para lhe explicar de uma forma mais simples e didática. 

Esquema 1: Funcionamento do Biodigestor.

Vale ressaltar ainda que tais detritos não devem conter produtos tóxicos, para não danificarem as bactérias que agem dentro do equipamento – além de outras restrições que serão assunto para outro artigo.

Diante de tudo isso, o biogás obtido pode ser usado como uma fonte de energia, servindo como combustível, por exemplo, em fogões de cozinha, aquecedores ou até mesmo em geradores de energia elétrica.

Logo, com esse processo biológico, obtém-se energia sem gastos com eletricidade, o que abre um leque imenso de benefícios diretos e indiretos do seu uso em vários aspectos.

Portanto, são visíveis os diversos benefícios que o Biodigestor traz, tanto para a natureza, quanto para o seu bolso, caro leitor, uma vez que com o devido descarte é possível obter mais uma fonte de renda, sem agredir o meio ambiente!

Viu como é fácil e vantajoso adquirir um Biodigestor? Se ainda possui dúvidas sobre as recomendações de seu uso e sobre as quantidades e os tipo de resíduo gerado, nós podemos lhe ajudar! Entre em contato conosco para direcionarmos a melhor solução para sua questão!